experiência de filme

o que pode passar na cabeça de uma pessoa. passam muitas coisas e nem sempre sabe-se o que é. escrever uma história foi para mim uma montagem de textos que havia escrito tempos atrás. e a partir de uma direção montei-os conforme achava melhor.

essa época foi de muita inspiração para textos, curtos, literários, poéticos… uma fase de conhecimento valioso preenchido de boas influências, grandes obras artísticas, vivência com conversas interessantes em várias áreas de pensamento. além de um contato com um amor de companheirismo.

e assim veio minha afirmação pelo compromisso na busca de um bem coletivo. de fazer com meu trabalho, meios de construir uma maneira melhor de vivermos.  e que atualmente ganha força com a realização de um projeto de filme. o trabalho de finalização caminha para a edição de som e correção de cor.

estou muito satisfeito com a montagem do filme, que nos surpreendeu com seu tempo. que ouvindo de Santeiro, o filme pede seu tempo. e esse pede um espaço maior para a absorção de sua construção narrativa junto com o simbolismo alegórico que carrega.

me ajudou muito na pré-produção estar concentrado na proposta de fazermos um filme diferente da maioria (os mais vistos) dos filmes universitários. montando uma equipe que estava empenhada nessa experiência que é passar por um set de filmagem. e a escolha das locações além de estarem na idéia do roteiro, foi pensando em propiciar a locomoção e o trabalho de toda equipe em lugares fora daquele em que nos situamos.

agora passamos por um processo de parição, respeitando seu tempo de formação do corpo. amadurecendo conceitos e linguagens, vivendo a experiência de uma criação artística.

Helil, Tau, Manú, Lana, Léo, Sayd, em pé. agachados, Kaoe, Caio e Anderson. fim do último dia de filmagem, com equipe incompleta, uma pena.

Helil, Tau, Manú, Lana, Léo, Sayd, em pé. agachados, Kaoe, Caio e Anderson. fim do último dia de filmagem, com equipe incompleta, uma pena.

Anúncios

3 Respostas to “experiência de filme”

  1. Léo Says:

    viva a todos que ajudaram na realizacao desse filme.

  2. Sayd Says:

    Então!! Uma pena meu primeiro comentário nao ter ido.
    Mas vai o q manda a inspiração hoje! Impreciona como ainda hoje temos dificuldade em unir ideais e interesses práticos, reunir mentes interessadas e trabalhar em conjunto em propostas ousadas, passionais e/ou intelectuais.
    Por isso só posso agradecer à oportunidade de ter participado (feito parte?) de um trabalho, um filme, que concretizou essa profunda e delicada vocação da Arte para os sonhos, o idealismo, o que chamamos de utopia com a cara mais lavada do mundo!
    É raro…
    E repito, foi a primeira vez onde vi e convivi com atores, equipe e comigo mesmo num ambiente de trabalho onde uma ideia muy cara era compartilhada por todos. Trabalhada por todos. Almoçada por todos. Acordada e dormida por todos… por belos 4 dias hein!
    Um abraço!
    Irmao.

  3. Caio Says:

    esse filme foi macumba, possessão e etc, é por isso que se tornou algo que não imaginávamos. Godô certamente era o mestre dos magos na jogada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: